DestaqueDestaquesNotíciaNotícias Destaques

PACIENTES COM FIBROMIALGIA: VEREADORES APROVAM PROJETO QUE GARANTE ATENDIMENTO PREFERENCIAL EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

O Plenário da Câmara Municipal aprovou, em segunda discussão, nesta terça-feira (10/03), Projeto de Lei Nº001/2020 de iniciativa do vereador Nei Vilares, que institui, no município de Luís Eduardo Magalhães, Bahia, o Dia da Fibromialgia, filas preferenciais e vagas de estacionamento, da mesma forma como já ocorre com idosos, pessoas com deficiência e gestantes, inclusive em filas e distribuição de senhas.

O autor justifica que os sintomas da fibromialgia – dor muscoesquelética difusa e crônica, fadiga, distúrbios de sono, entre outros – são causa de incapacidade e alterações na qualidade de vida e que acomete em torno de 4% da população mundial.

“Em Luís Eduardo Magalhães, várias pessoas são portadoras da Fibromialgia, mas ainda não contam com uma legislação municipal que as amparem de maneira a dar mais dignidade no seu dia-a-dia. Diante disso, dá-se a necessidade da aprovação desta lei”, explicou Nei Vilares.

Após sansão do prefeito municipal, ficará instituído, no âmbito do Município de Luís Eduardo Magalhães, anualmente, no dia 12 de maio, o Dia da Fibromialgia. Caberá também ao Poder Executivo, através das secretarias, empregar esforços para a realização de palestras, debates, aulas e seminários de discussão na semana ou no dia ora instituído, que contribuam para a conscientização e divulgação de informações acerca da doença.

Também foi aprovado em segunda votação o Projeto de Lei Nº 002/2020, de autoria do vereador Nei Vilares, que assegura ao aluno com deficiência locomotora permanente, prioridade na matrícula e em escola municipal mais próxima de sua residência no âmbito de Luís Eduardo Magalhães, e dá outras providências.

“Se colocar no lugar do outro, simples: Se colocar no lugar do outro. Não existe justificativa que melhor resuma a necessidade do Município de Luís Eduardo Magalhães contar com uma legislação própria, que atenda alunos com deficiência locomotora permanente”, justificou.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Skip to content